Daqui, dali, de lá também

Bom-dia, amizade, e bem-vindo. Bem-vindo à segunda-feira desta semana que começa na terça para a caravana Rumos Itaú Cultural 2009. Começa é modo de falar, claro, já que esta fase das itinerâncias dá continuidade à programação na região Norte, muito bem iniciada na semana passada, da qual ainda há muito o que se ver e falar.

Mas vamos por partes, a gente chega lá. Começando do começo, mesmo que começo seja só modo de falar: a caravana ruma para Macapá (AP), Boa Vista (RR), Belém (PA) e Manaus (AM), como você sabe. Um parêntese: alô, paraenses — já estão rolando as inscrições para as oficinas dos dias 06 e 07 de abril, lá no IAP, Instituto de Artes do Pará. Fecha parêntese.

Voltando ao muito o que se ver e falar da semana que passou, ainda por partes, pra não perder o costume. Fabio Malini escreve sobre a blogsfera acreana. Claudiney Ferreira e Marcelo Monzani dão provas do paradeiro da caravana em Porto Velho — a mesma caravana que desembarca hoje em Macapá. Sonia Sobral rima com Natal, conta como foram as palestras por lá e o contato com a turma.

Rio Branco>>Porto Velho
 

Eliane Brum, Fabio Malini e Claudiney Ferreira, por Marcelo Monzani

Eliane Brum, Fabio Malini e Claudiney Ferreira, por Marcelo Monzani

“Quinta-Feira, 17h40. Depois de uma hora de voo, a subcaravana Norte do Rumos 2009 chega a Porto Velho. Eliane, Fábio e Claudiney clicados por Marcelo Monzani, produtor-executivo  da caravana nacional Rumos 2009. 27 graus. Havia chovido muito antes do desembarque”.

[Claudiney Ferreira]

***

Lá em Natal foi assim

dscn07191

“No Instituto de Artes da UFRN recebemos 72 pessoas no primeiro dia e 80 no segundo. O cearense Daniel Cardoso começa nos contando que definiu seu objeto de pesquisa do mestrado quando chegou em São Paulo, uns 10 anos atrás, e foi a uma exposição no Itaú Cultural que tinha como tema o trabalho do artista, seu processo, portanto, e que era incrível que nesse momento ele estivesse dando uma palestra sobre processo de criação e o fazer artístico para um programa do Insituto.

dscn0720

Daniel Cardoso

dscn0733

Sonia Sobral

O artista Vanilton Lakka

O artista Vanilton Lakka

“Já o coreógrafo uberlandense Lakka decantou seu processo de criação. Começou com dança de rua, atravessou palcos e festivais e hoje se insere no circuito da dança de pesquisa. Muitas perguntas e uma conversa boa encerraram a passagem do Rumos em Natal. O potiguar se orgulha de ser um pessoal hospitaleiro. ‘Nosso diferencial’, dizem eles, e com toda razão”.

[Sonia Sobral]

Rumos 2009: A fotonovela e cenas dos próximos capítulos

Esta é a Vila das Artes, um casarão dos anos 50 sofisticando o centro de Fortaleza

Esta é a Vila das Artes, um casarão dos anos 50 sofisticando o centro de Fortaleza

 

No centro da vasta programação cultural do espaço, o Rumos

No centro da vasta programação cultural do espaço, o Rumos

 

Subamos, fotogênico leitor, pegue seu folder do Rumos 2009 e siga-me

Subamos, fotogênico leitor, pegue seu folder do Rumos 2009 e siga-me

 

Sim, demos sorte: mesmo com as vagas todas preenchidas em pleno sabadão, encotramos um lugarzinho na oficina do Castello

Sim, demos sorte: mesmo com as vagas todas preenchidas em pleno sabadão, encontramos um lugarzinho na oficina do Castello

 

Entre os participantes, o editor do caderno de cultura do jornal Diário do Nordeste e uma cronista do jornal O Povo

Entre os participantes, o editor do caderno de cultura do jornal Diário do Nordeste e uma cronista do jornal O Povo

 

Enquanto isso, Ciça e Ihvna preparam o coffee-break: café, bolachinha salgada, bolo de laranja e guaraná

Enquanto isso, Ciça e Ihvna preparam o coffee-break: café, bolachinha salgada, bolo de laranja e guaraná

 

Final feliz: corpos e mentes alimentados

Final feliz: corpos e mentes alimentados

 

***

Mais Rumos Itaú Cultural em Fortaleza aqui e aqui. Lembrando que no comecinho da semana o Rumos faz o seguinte percurso:

Salvador, BA: 23 e 24 de março, Faculdade de Comunicação da Universidade Federal da Bahia

23/03 — Palestra Processos de Criação, com Gilbertto Prado

24/03 — Palestra A experimentação como acontecimento do agora, no agora, com Patrícia Moran

Natal, RN: 24 e 25 de março, Teatrinho do Dep. de Artes da Universidade Federal do Rio Grande do Norte

24/03, às 19h – Palestra Processos de Criação, com Daniel Cardoso

25/03, às 19h — Palestra Processos de Criação na Dança, com Vanilton Lakka

Rio Branco, AC: 24 e 25 de março, Biblioteca da Floresta Marina Silva da Fundação de Cultura e Comunicação Elias Mansour

24/03, das 9h30 às 18h — Oficina Em Busca do Personagem: Um Olhar Singular, com Eliane Brum

25/03, das 9h30 às 18h — Oficina Blogs, Estilos Textuais e a Construção da Reputação em Rede, com Fábio Malini

As próximas datas você confere aqui.

A semana de trás pra frente, ou o contrário

Após uma chuva pra lá de paulistana, Fortaleza abre os braços e o céu pra receber os Rumorosos

Após chuvarada pra lá de paulistana, Fortaleza abre os braços e o céu pra receber os Rumorosos

Assim disseram a Babi Borghese, representante do Rumos Jornalismo Cultural, atualmente em rumaria pelo Nordeste: “ontem o céu desabou por aqui”. Ontem, no caso, o dia anterior à chegada da caravana em Fortaleza. Quer dizer: anteontem, pros padrões de hoje.

Babi, sem guarda-chuva

Babi apresenta o Rumos sem guarda-chuva

Sim, confortável leitor, chovia a cântaros anteontem na capital cearense, mas não hoje, muito menos ontem de fato, quando na Vila das Artes Daniel Cardoso deu início às atividades do Rumos na Terra do Sol, com a palestra Processos de Criação.

Daniel Cardoso em processo criativo

Rumos Apresenta: Joel Pizzini e a Lotação Esgotada

Apesar do feriado municipal a sala lotou e, como já aconteceu em outras cidades, teve gente proseando em pé. Pois é, simpatia: é o Rumos 2009 levantando as mais altas discussões, literalmente. A oficina sobre documentário para web, ministrada na tarde de hoje pelo cineasta Joel Pizzini, também lotou: 25 vagas oferecidas, 25 vagas preenchidas.

O público do primeiro dia, ou parte dele

Daniel Cardoso em processo criativo

 Amanhã é a vez de José Castello ministrar a oficina que já apresentou em São Luís. Aliás, ao deixarem a capital maranhense rumo a Fortaleza, Babi e Castello deixaram na ilha maravilha o criador e intérprete Vanilton Lakka, que ainda ministraria a palestra Processos de Criação em Dança, sua primeira participação na peregrinação rumorosa.

Material exibido por Vanilton Lakka em São Luís

Material exibido por Vanilton Lakka em São Luís

É sobre ela que o artista conta: “A conversa teve como interlocutores artistas, estudantes de dança, professores e profissionais ligados às ações de dança promovidas pelo governo local. As questões que surgiram estavam relacionadas a procedimentos, à história pessoal dos artistas, às políticas culturais locais e nacionais e à eterna busca por compreensão sobre o que é dança contemporânea”.

Vanilton e o público

Vanilton e o público

Diz também que diversidade cultural da cidade se refletiu no auditório, que abrigou pessoas com experiências as mais diversas, do bumba-meu-boi à dança clássica. E completa: “depois dessa experiência fico na expectativa de projetos de artistas locais no Rumos e em outros carnavais. Afinal, a cidade promete”.

A soma dos quilômetros: Itinerâncias Rumos

O Rumos em números, ou: com quantas vozes se constrói uma conversa. Trinta e três convidados. Nove representantes do Itaú Cultural. Cinquenta e oito atividades em vinte e sete cidades. Professores, artistas, jornalistas e funcionários da casa. E você, quando é que vai aparecer?

São Luís, MA: 16 a 18 de março

16/03, das 16h às 18h — Palestra Processos de Criação, com Gilbertto Prado

Gilbertto Prado, artista multimídia e professor do Departamento de Artes Plásticas da Escola de Comunicação e Artes – USP, leva à Jamaica Brasileira uma reflexão sobre as experimentações entre arte e tecnologia que nas últimas décadas vêm se tornando uma parte cada vez mais visível do cenário cultural. De acordo com o palestrante, o objetivo do bate-papo é apresentar um panorama da área, apontando para a diversidade da produção contemporânea no segmento.

17/03, das 9h às 18h — Oficina Em busca do personagem: um olhar singular, com José Castello

Editor da edição passada do Rumos Jornalismo Cultural, o escritor e jornalista José Castello é figura fundamental na  reflexão acerca do jornalismo de cultura proposta pelo Itaú Cultural. A oficina, voltada para profissionais e estudantes, é um exercício de construção desta peça-chave das grandes reportagens: o personagem. A pesquisa, o processo de escolha, técnicas de entrevista e de escrita são alguns pontos a serem explorados.

18/03, das 16h às 18h — Palestra Processos de Criação na Dança, com Vanilton Lakka

O criador e intérprete parte de sua própria experiência para refletir sobre o tema. Vanilton Lakka explorará o tema a partir de questões como técnica corporal, noções de mídia e suporte, cultura hip hop e conexões com o que de mais atual se produz em dança contemporânea.

Em São Luís, o Rumos arma sua tenda na Faculdade São Luís

Rua Grande, 1455, Diamante.

Campo Grande, MS: 17 de março

17/03, às 20h — Palestra Processos de Criação, com Laís Guaraldo, e Processos de Criação na Dança com Letícia Sekito

Doutora em Comunicação e Semiótica e integrante do grupo de pesquisa em processos de criação da PUC-SP, Laís Guaraldo aborda os processos de criação a partir das possibilidades de articulação de linguagens, ferramentas e suportes em que a produção contemporânea é fértil. Na sequência, a coreógrafa, diretora da Companhia Flutuante e selecionada do Rumos Dança 2006-2007 Letícia Sekito fala sobre o tema do ponto de vista da dança em sua relação com outras linguagens, abordando sua trilogia de solos Disseram Que Eu Era Japonesa, Eu disse:, e O Japão Está Aqui?

Em parceria com a Fundação de Cultura do Mato Grosso do Sul, o Rumos marca presença em Campo Grande no Centro Cultural José Otávio Guizzo

Rua 26 de Agosto, 453 – Centro

Fortaleza, CE: 19 a 21 de março

19/03, às 20h — Palestra Processos de Criação, com Suely Rolnik

Em Fortaleza quem apresenta o tema em seu viés mais geral é a crítica de arte e cultura e psicanalista Suely Rolnik, professora titular da PUC-SP e fundadora do Núcleo de Estudos da Subjetividade da pós-graduação em Psicologia Clínica.

20/03, das 14h às 18h — Oficina Documentário para Web, com Joel Pizzini

O curador, pesquisador de novas linguagens e premiado autor de ensaios documentais Joel Pizzini dá uma lição prática sobre a forma do documentário para web. Pizzini é também professor da Faculdade de Artes do Paraná, e responsável pela restauração da obra do cineasta Glauber Rocha.

21/03, das 9h às 18h — Oficina Em busca do personagem: um olhar singular, com José Castello

Castello leva o bom papo e sua enorme experiência também para Fortaleza.

21/03, às 20h — Palestra O Real Imaginado: O Documentário de Criação, com Joel Pizzini

Pizzini leva a público uma reflexão sobre autores que reinventaram a memória histórica, política e poética, de Alberto Cavalcanti a Glauber.

Com o apoio da Fundação de Cultura, Esporte e Turismo de Fortaleza, a programação na cidade acontece na Vila das Artes

Rua 24 de Maio, 1221, esquina com a rua Meton de Alencar

***

Mas calma lá, ansioso leitor, calma que a semana ainda não acabou, não se esqueça da programação em Palmas (TO) logo mais às 19h:

Palestra Arte Cibernética: Processos, com Guilherme Kujawski e Palestra Processos de Criação, com Daniel Cardoso

O coordenador do núcleo de Arte e Tecnologia do Itaú Cultural, Guilherme Kujawski, articula questões comuns aos processos criativos referentes a várias expressões artísticas do campo da arte cibernética, como a arte robótica, os videogames e as iniciativas artísticas criadas em rede. Como jornalista, Guilherme Kujawski — ou Kuja, como é conhecido nos corredores do Itaú Cultural — atua na área de novas mídias e tecnologias desde 1993, sendo também autor do romance Piratas Siderais (Ed. Francisco Alves, 1994). O enfoque geral do tema é dado por Daniel Cardoso, doutor em Comunicação e Semiótica pela PUC-SP e atualmente pesquisador dos processos de criação com os novos meios no âmbito da arquitetura e do urbanismo.

O encontro acontece no Auditório do Instituto Euvaldo Lodi.

104 Sul Rua SE-03 Lt 29

Edifício Armando Monteiro Neto

Plano Diretor Sul

CEP: 77020-016