Semana cheia

Lembrando, amigo leitor, dileta leitora, que

1) essa é a última semana da exposição Convite à Viagem, resultante do Rumos Artes Visuais 2011-2013. Em cartaz desde o início de fevereiro, a mostra encerra no próximo domingo, dia 22.
2) na próxima quarta-feira, dia 18, tem início o encontro Rumos Educação, Cultura e Arte – Invenção e Prática. O encontro vai até o dia 23 de abril, com uma programação multifacetada sobre a qual já conversamos por aqui.
3) Amanhã é o lançamento dos novos editais do Rumos, e também do hotsite do programa.

Conte até três e sintonize!

Anúncios

Rumos Educação, Cultura e Arte — Invenção e Prática

Na próxima semana, o Rumos Educação, Cultura e Arte apresenta ao respeitável público o encontro Invenção e Prática, que ocorre de 18 a 23 de abril, na sede do Itaú Cultural e na Fábrica de Cultura Jardim São Luís, numa parceria com o programa da Secretaria Estadual de Cultura de São Paulo. A programação conta com debate, workshops e espetáculo.

Para começar, no dia 18, às 20h, no Itaú Cultural, ocorre um debate com Ana Mae Barbosa e Renato Janine Ribeiro, com mediação de Renata Bittencourt e transmissão ao vivo pelo site do instituto. Nos dias 19 e 20, haverá quatro workshops, ministrados por Mafoane Odara, Isabel Marques, Associação Cultural Kinoforum e Instituto Brincante. As inscrições para os workshops podem ser feitas a partir de hoje, 9 de abril, pelo telefone 11 2168 1876, das 10h às 18h.

No dia 21, a Paracuru Cia. de Dança apresentar o espetáculo Luz. E no dia 22, o Instituto Brincante realiza oficinas nas Fábricas de Cultura para crianças e seus familiares. Confira os horários e demais detalhes abaixo, e não perca!

Rumos Educação, Cultura e Arte – Invenção e Prática

quarta 18 de abril
às 20h
palestra Cultura e Arte –Território de Pensamento e Ação
com Ana Mae Barbosa e Renato Janine Ribeiro mediação Renata Bittencourt
[ingressos distribuídos com meia hora de antecedência]

quinta 19 de abril
das 9h às 13h
workshop Ação Cultural – Mobilização e Autonomia
com Mafoane Odara
40 vagas

das 14h30 às 18h30
workshop Educação e(m) Movimento
com Isabel Marques
25 vagas

sexta 20 de abril
das 9h às 13h
workshop Audiovisual – Construção da Imagem em Movimento
com Associação Cultural Kinoforum
25 vagas

das 14h30 às 18h30
workshop Percussão – Ritmos Brasileiros
com Instituto Brincante
25 vagas
[indicado para maiores de 18 anos]

sábado 21 de abril
às 20h
espetáculo Luz
com Paracuru Cia de Dança
[indicado para maiores de 14 anos]
[ingressos distribuídos com meia hora de antecedência]

Itaú Cultural | Avenida Paulista 149 – Paraíso [próximo à estação brigadeiro do metrô]

informações11 2168 1777 | youtube.com/itaucultural | twitter.com/itaucultural | facebook.com/itaucultural | atendimento@itaucultural.org.br | itaucultural.org.br

domingo 22 de abril
das 13h30 às 15h e 15h30 às 17h [2 turmas]
oficina Brincantinho – Música, danças e brincadeiras
com Instituto Brincante

Fábrica de Cultura Jardim São Luís – Sala de Dança | Av. Antônio Ramos Rosa 37 – Jardim São Luís – São Paulo SP

Sai a lista dos selecionados do Rumos Educação, Cultura e Arte

Abram alas, amigo leitor, amiga leitora, pois o Itaú Cultural divulgou esta semana a lista dos selecionados do Rumos Educação, Cultura e Arte 2011-2013. No total, 11 estados se fizeram presentes na seleção. Minas Gerais é o estado com maior número de contemplados, com 3 projetos de Belo Horizonte; em seguida vem o Ceará, com 2 projetos, um da cidade de Paracuru, outro de Fortaleza. Os demais estados, com um projeto cada, são Tocantins, Santa Catarina, Goiás, Bahia, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, São Paulo, Distrito Federal e Paraíba. Confira a lista e o descrito dos projetos abaixo, ou no site do instituto.


Ana Claudia Mumbuca
Mateiros-TO
Músicas e Teatro: a Tradição dos Quilombolas de Mumbuca Jalapão
(grupo informal)
As proposições cênicas de Ana Claudia Mumbuca transformam a relação de uma comunidade rica em tradições, localizada entre as belas paisagens do Jalapão, em Tocantins. Em volta da fogueira, moradores locais celebram e difundem sua cultura, por meio de histórias, poesia, dança e o som da viola de buriti.

Ana Russi
Blumenau-SC
Máscaras, Versos e Risadas
APAE-Gaspar
Composição e gravação de canções caracterizam as oficinas de música realizadas com crianças, jovens e adultos com deficiência que podem descobrir seu potencial criador. Instrumentos musicais alternativos, percussão vocal ou música popular brasileira compõem o repertório do grupo.

Babilak Bah
Belo Horizonte-MG
Uma Experiência Intersemiótica com Loucura
Trem Tan Tan
Na “loucomotiva musical” do Trem Tan Tan música e literatura convergem para a criação do grupo formado por cidadãos com sofrimento psíquico. Partindo de ruídos e sons inusitados, explorando timbres e a linguagem percussiva, Babilak Bah atua como artista, educador e proponente de situações de experimentação.

Daraína Pregnolatto
Pirenópolis-GO
Brincadeiras, Ritos e Redes Populares
Guaimbê – Espaço e Movimento Criativo
O Quintal da Aldeia mantém a porta aberta para todos. É nesse espaço de troca de saberes que Daraína Pregnolatto fortalece o sentido de pertencimento dos membros da comunidade. A proposição da “Pedagogia do Quintal” feita pela educadora estimula o aprendizado vivencial e o diálogo entre jovens, crianças e griôs de uma comunidade em Pirenópolis.

Flávio Sampaio
Paracuru-CE
Projeto Dançar Paracuru
Associação Dança, Arte e Ação
Flávio Sampaio afirma que 0,4% dos moradores de Paracuru, no Ceará, dançam − o que constituiria percentualmente a maior população de bailarinos do país. Esse índice se relaciona ao laboratório de formação em dança para crianças e adolescentes criado pelo educador nessa comunidade pesqueira do Ceará.

Francisco Magalhães
Belo Horizonte-MG
O Museu Guardas
Museu Mineiro
Para Francisco Magalhães os objetos de um museu são bens comuns. Por isso o educador propõe a entrada de festejos de cultura popular no espaço da instituição e a saída de peças do acervo de arte sacra do museu para o espaço das comunidades onde podem ser celebrados de modo vivo em práticas culturais que ressignificam o papel do museu.

Josevaldo de Almeida Silva
Conceição do Coité-BA
Projeto Santo Antônio de Música
Associação de Moradores do Alto da Colina
Depois de aprender sozinho a tocar violino, Josevaldo de Almeida Silva se tornou um educador convicto na autonomia das crianças que participam das ações de educação musical desenvolvidas por ele. As vivências musicais e a prática orquestral criam um espaço de formação artística e profissional no chamado Polígono das Secas Baiano.

Kiko Alves
Fortaleza-CE
NoAR – A Invenção do Lugar
NoAr Alpendre Casa de Cultura e Cidadania
Ao atuar, a partir da comunidade do Poço da Draga, mobilizando adolescentes em uma “TV de Rua”, Kiko Alves orienta a criação audiovisual que incorpora a fotografia, a internet e a arte contemporânea. Os jovens descobrem suas próprias potencialidades e fazem com que suas vozes cheguem mais longe por meio de parceria com a televisão local.

Mestre Bujão
Niterói-RJ
Din.Down.Down – Capoeira Especial
GINGAS – Casa da Cultura Afro-Brasileira
Mestre Bujão não é apenas mestre de capoeria, mas também de “papoeiragem” como ele mesmo denomina a dinâmica de diálogo que cria com seus educandos. O convívio de pessoas com ou sem diagnóstico de deficiências se dá nas oficinas de capoeira onde cada corpo conquista o jeito de seu próprio jogo.

Mestre Pedro
Natal-RN
Conguinhos de Calçola: de Geração para Geração
(grupo informal)
Mestre Pedro desenvolve atividades relacionadas ao Congo com as crianças da Vila de Ponta Negra. O intercâmbio entre um grupo de cultura popular e uma escola da localidade convida a comunidade a valorizar, preservar e renovar a tradição por meio do compartilhamento de ensinamentos transmitidos por seu pai.

Renata Fernandes
São Paulo-SP
Uma Experiência de Criação na Vila Maria Zélia
Coletivo SIM e Associação Cultural Vila Maria Zélia
A proposta de criação multiartística − que inclui dança, vídeo, instalação, poesia e música − envolve moradores da Vila Maria Zélia, um bairro operário tombado como patrimônio histórico paulista. Crianças, jovens artistas e idosos participam juntos de oficinas artísticas permeadas por conversas sobre identidade e memória, que encontram tradução em linguagens contemporâneas.

Ricardo Amorim
Recanto das Emas-DF
Projeto Batucadeiros
Instituto Batucar
O corpo é o grande objeto de pesquisa e descoberta lúdica para o fazer musical de crianças e jovens do Recanto das Emas. A percussão corporal dialoga com outras linguagens artísticas − como teatro, dança, vídeo ou literatura −, e com a própria música no processo de formação de orquestra conduzido por Ricardo Amorim.

Roberto Silva
Belo Horizonte-MG
Projeto Boneco Especial
Família Silva Teatro de Bonecos
O teatro de bonecos feito por pessoas com deficiência é a tônica da experiência que envolve alunos de escolas especiais. Como participantes ativos das oficinas ou desfrutando da possibilidade de fruição dos espetáculos como público, descobrem, com a mediação de Roberto Silva, diferentes técnicas e possibilidades criativas.

Simone de Fátima Alves Gonçalves
João Pessoa-PB

Escola Popular de ArteCentro Cultural Piollin
Oficinas de circo, teatro e leitura fazem parte do cotidiano de crianças e adolescentes que frequentam o Centro Cultural Piollin. A proposta pedagógica de Simone Gonçalves é pautada em ciclos de formação coletiva que colocam a arte circense em foco na cidade de João Pessoa.

Rumos Educação, Cultura e Arte tem inscrições prorrogadas

Anime-se, festivo leitor, com a boa do fim de semana: o Rumos Educação, Cultura e Arte segue com o período de inscrições aberto até o dia 8 de julho. As inscrições podem ser feitas pelo site do programa ou pelo correio, no endereço indicado no edital. Tá esperando o quê?

Semana cheia por todo o Brasil (1)

O Rumos Jornalismo Cultural não está sozinho, amigo leitor, querida leitora, no giro e agito da caravana pelo Brasil esta semana. Hoje também tem oficina teórica Portfólio de Artista, com Janaína Melo, representando o Rumos Artes Visuais em Vitória, no Museu de Arte do Espírito Santo. Na quinta, dia 5, Florianópolis recebe a historiadora, que pilota a oficina no Museu Victor Meirelles (Rua Victor Meirelles 59 – Centro).

Lembrando que em Floripa, hoje já tem: Antonio Nóbrega leva sua aula-espetáculo ao Teatro Álvaro de Carvalho (Rua Marechal Guilherme, 26 – Centro). E na quinta, 5 de maio,  o músico se apresenta na Casa de Cultura Mario Quintana – Teatro Bruno Kiefer, em Porto Alegre (Rua dos Andradas, 736, 6º andar – Centro). Sempre às 20h, com ingressos distribuídos com meia hora de antecedência.

Anotou, né?

Semana Rumos apenas começando (1)

Semana cheia, caro leitor, amiga leitora, pois ela, que está quase no fim, mal começou. Quer dizer: começou bem, e segue ainda melhor.

Logo mais tem Antonio Nóbrega em Belém – às 20h, no Teatro Estação Gasômetro (Av. Magalhães Barata, 830 – São Brás), apresentando a aula-espetáculo Mátria, preparada especialmente para a divulgação do Rumos Educação, Cultura e Arte. A caravana leva o músico e dançarino ao palco de Manaus no sábado, 30 de abril – às 19h, no Teatro da Instalação (Rua Frei José dos Inocentes, s/n). É só chegar com meia hora de antecedência e retirar o ingresso.

Manaus também recebe, na sexta, 29, a oficina teórica Portfólio de Artista, conduzida pela historiadora Janaína Melo, como parte da programação de boas-vindas do Rumos Arte Visuais. Das 16h às 19h, no Palacete Provincial (Praça Heliodoro Balbi s/nº – Centro. Informações: 92 3232 2440). No sábado, 30 de abril, a oficina é ministrada em Macapá – das 14h às 17h, no Sesc Amapá (Rua Jovino Dinoá 4311 – Beirol. Informações: 96 3241 4440 ramal 257).

Não esquecendo que naquela mesma sexta, 29, do parágrafo acima, tem palestra de difusão do Rumos Artes Visuais, com os curadores Agnaldo Farias, Fernando Oliva e Paulo Miyada. Às 19h, no Instituto de Artes do Pará (Praça Justo Chermont, 236. Informações: 4006 2911/4006 2904).

Continua…

São Luis em dose dupla

Amigo leitor, amiga leitora, prepare-se, que passado o feriado o Rumos volta a todo vapor, e já começa com programação dupla em São Luis, MA. Hoje à noite, às 19h, o Rumos Educação, Cultura e Arte leva a aula-espetáculo Mátria, Uma Outra Linha de Tempo Cultural, do músico e dançarino Antonio Nóbrega, ao Teatro João do Vale (Rua da Estrela 283 – Praia Grande – informações: 98 3218 9958). A entrada é franca e os ingressos são distribuídos com meia hora de antecedência. Por isso adiante-se, ludovicense leitor. E continue anotando: amanhã, dia 27, tem programação do Rumos Artes Visuais no auditório do Sesc Deodoro (Avenida Silva Maia 164 – Centro – Praça Deodoro – informações: 98 3216 3830 / 98 3216 3860). Das 18h às 21h, Janaína Melo  conduz a Oficina teórica Portfólio de Artista, e é isso e estamos combinados.

Detalhes e próximas datas você confere aqui, aqui, e aqui.