Caravana Rumos chega a Florianópolis

Começa hoje a programação do Rumos Itaú Cultural 2012 em Florianópolis. A UFSC recebe, de hoje até sexta-feira, dia 29 de junho, workshops e palestras, como sempre gratuitos e abertos ao público, nas áreas de Cinema e Vídeo, Dança e Pesquisa em Moda e Design.

Hoje, às 16h, no auditório Henrique Fontes (CCE – Bloco B, térreo), o coreógrafo e bailarino Alejandro Ahmed realiza a palestra Pesquisa e Investigação em Dança Contemporânea. Diretor artístico e bailarino do Grupo Cena 11 Cia. De Dança, Ahmed aborda no encontro o desenvolvimento da técnica própria que instaura projetos de pesquisa e formação e trata da sua experiência em direção artística, criação e preparação técnica.

Nos dias 26 e 27 de junho, das 14h às 18h, o professor e artista multimídia Fernando Velazquez conduz o workshop Introdução ao Live Image. A proposta é apresentar um panorama desse tipo de arte no Brasil e no mundo através de obras que incluem vídeos, instalações, objetos e performances audiovisuais, além de falar das técnicas e das tecnologias de produção. A programação ocorre na sala 402 – CFM.

O edital Pesquisa em Moda e Design, o caçula do programa, comparece duplamente na programação. No dia 28, ocorre a palestra A Moda Como Expressão Cultural ou Enquanto Negócio de Economia Criativa (EC)? Usos e Abusos do Termo EC, ministrado por Patrícia Sant’Anna, doutora em história da arte e pesquisadora de moda, líder do Grupo de Estudos de Arte, Design e Moda da Unicamp. E no dia 29, o designer André Stolarski explica o desenvolvimento da técnica própria que instaura projetos de pesquisa e formação, na palestra A Relação entre o Design e a Economia Criativa. Stolarski é sócio da Tecnopop, empresa que desenvolve soluções integradas de branding e design para a gestão de marcas culturais, e faz parte do conselho consultivo da ADG Brasil e do conselho editorial da coleção de design da editora Cosac Naify.

Lembrando que toda a programação tem entrada franca, com ingressos distribuídos por ordem de chegada, até o preenchimento das vagas. Mais informações aqui.

Dança
palestra  Pesquisa e Investigação em Dança Contemporânea com Alejandro Ahmed
segunda 25 de junho
às 16h
120 lugares
auditório Henrique Fontes, CCE – Bloco B, térreo

Cinema e Vídeo
workshop Introdução ao Live Images com Fernando Velazquez
terça 26 e quarta 27 de junho
das 14 às 18h
20 vagas
sala 402 – CFM

Pesquisa em Moda e Design
palestra A Moda como Expressão Cultural ou Enquanto Negócio de Economia Criativa (EC)? Usos e Abusos do Termo EC com Patrícia Sant’Anna
quinta 28 de junho
das 14h às 18h
30 vagas
sala 402 – CFM

A Relação entre o Design e a Economia Criativa com André Stolarski
sexta 29 de junho
das 14h às 18h
30 vagas
sala 401 – CFM

Campus Universitário Reitor João David Ferreira Lima – UFSC | Trindade | Florianópolis (SC)

Semana cheia por todo o Brasil (1)

O Rumos Jornalismo Cultural não está sozinho, amigo leitor, querida leitora, no giro e agito da caravana pelo Brasil esta semana. Hoje também tem oficina teórica Portfólio de Artista, com Janaína Melo, representando o Rumos Artes Visuais em Vitória, no Museu de Arte do Espírito Santo. Na quinta, dia 5, Florianópolis recebe a historiadora, que pilota a oficina no Museu Victor Meirelles (Rua Victor Meirelles 59 – Centro).

Lembrando que em Floripa, hoje já tem: Antonio Nóbrega leva sua aula-espetáculo ao Teatro Álvaro de Carvalho (Rua Marechal Guilherme, 26 – Centro). E na quinta, 5 de maio,  o músico se apresenta na Casa de Cultura Mario Quintana – Teatro Bruno Kiefer, em Porto Alegre (Rua dos Andradas, 736, 6º andar – Centro). Sempre às 20h, com ingressos distribuídos com meia hora de antecedência.

Anotou, né?

Jornalismo Cultural em 3 tempos

Um. Logo mais, no CIC (Centro Integrado de Cultura), em Florianópolis, acontece o laboratório Em Busca do Personagem, com o jornalista e escritor José Castello. Das 15h às 18h30. Voltada a profissionais e estudantes de jornalismo, a atividade oferece uma reflexão sobre o que deve ser um olhar singular para o jornalista cultural — livre de clichês, do óbvio e do mero exótico. A definição do projeto, a organização da pauta  e as técnicas de entrevista são alguns dos tópicos abordados.

Dois. Amanhã, ainda na ilha, no mesmo horário e local, é a vez do jornalista e professor Fábio Malini capitanear o laboratório Como Fazer na Internet Coberturas Ao Vivo de Eventos Culturais. A proposta é a criação de uma web TV ao vivo para que os participantes exercitem a produção desse tipo de cobertura de eventos culturais. Toda feita em streaming (via celular e twitcam). O Laboratório se divide em duas fases, «como fazer a cobertura ao vivo de eventos culturais pela internet» (conteúdo teórico e técnico, mostrando algumas ferramentas de fácil acesso que possibilitam a transmissão ao vivo de conteúdos para a rede), e «ao vivo» (atividade prática composta de produção de textos, vídeos e fotos, enviando o material para a rede).

Três. Sexta-feira, dia 06, no Museu da Imagem e do Som de Mato Grosso do Sul, em Campo Grande, das 14h às 17h30, o escritor Luiz Ruffato conduz o laboratório Jornalismo Cultural e Literatura. A proposta é discutir pontos convergentes e divergentes entre Jornalismo Cultural e Literatura. O que transforma a história de um personagem real em reportagem ou peça de ficção? O que há de romanesco no cotidiano? Em que momento o texto ganha uma transcendência e transforma-se em literatura? É possível escrever uma reportagem a partir de uma peça de ficção e uma ficção a partir de uma reportagem?

E você, vai perder?