Rumos para os ouvidos

De hoje até domingo, na sede do Itaú Cultural, em São Paulo, você confere o resultado das experimentações do programa Rumos Música Coletivo. A proposta era reunir músicos que não se conheciam para formar grupos e criar coletivamente, em quatro blocos de ensaios, os shows que agora vêm a público.

Hoje, dia 26 de julho, o grupo Qu4trilho abre a semana de apresentações, com Fernanda Cabral (voz e violão), Rafael Piccolotto (sax), Denni Pontes (percussão), e Ângelo Primon (violão e viola). Na sequência, no dia 27, Ricardo Herz (violino) e Samuca do Acordeon apresentammúsicas próprias, criações em parceria e improvisações. No dia 28, é a vez do trio Daniella Gramani (voz), Fabrício Conde (viola caipira), e Muepetmo (pedais e elementos eletrônicos). O encerramento, no dia 29, fica por conta de André Siqueira (baixo, flautas, violão e outros), Guilherme Darisbo (guitarra e voz) e Loop B (voz e objetos percussivos).

Os shows acontecem sempre às 20h, com entrada gratuita e ingressos distribuídos com meia hora de antecedência. Para conhecer o som da turma, clique aqui.

Anúncios

Rumos em Rondônia

De hoje até sexta-feira, o Rumos Teatro estará Porto Velho, Rondônia, onde integra a programação do Festival Amazônia Encena na Rua 2012.

Para começar, tem a oficina Composições para a Cena, com o ator Marcelo de Castro, do grupo mineiro Espanca!, a semana toda (23 a 27 de julho), no Complexo da Estrada de Ferro Madeira Mamoré, das 9h às 12h. A oficina introduz a ideia de composição para o trabalho do ator por meio do treinamento dos “pontos de vista”, uma técnica de improvisação com origem na dança, inicialmente criada pela coreógrafa Mary Overlie. Por meio de exercícios físicos, os conceitos serão explorados de modo a permitir que um grupo de atores/bailarinos trabalhe intuitivamente na criação de eventos teatrais.

No dia 25 (quarta-feira), às 9h, também no Complexo da Estrada de Ferro Madeira Mamoré, acontece a exibição do documentário Evoé! Retrato de um Antropófago, de Tadeu Jungle e Elaine Cesar, sobre o diretor, ator e dramaturgo Zé Celso Martinez Corrêa, do Teatro Oficina. O filme retrata viagens a quatro pontos importantes de sua trajetória: o Sertão da Bahia, Praia de Cururipe em Alagoas (onde o Bispo Sardinha foi devorado), Epidaurus e Atenas, na Grécia, e seu apartamento em São Paulo. O documentário faz parte da série ICONOCLÁSSICOS, lançada em 2011 pelo Itaú Cultural, com trabalhos sobre Itamar Assumpção, Paulo Leminski, Nelson Leirner e Rogério Sganzerla.

Difusão Rumos Itaú Cultural Teatro em Porto Velho
Na programação do Festival Amazônia Encena na Rua 2012

Oficina do Grupo Espanca, com Marcelo de Castro
De 23 a 27 de julho (segunda-feira a sexta-feira), das 9h às 12h
Capacidade: 20 pessoas
Classificação Indicativa: 15 anos

Complexo da Estrada de Ferro Madeira Mamoré
Avenida Farquar, s/n, Complexo da Estrada de Ferro Madeira Mamoré
Porto Velho, Rondônia

Apresentação do documentário Evoé
Dia 25 de julho de 2012 (quarta-feira), às 9h
Capacidade: 150 lugares
Classificação Indicativa: 16 anos
Ingressos: Gratuito / aberto ao publico
Mais informações: tapiri.oimaginario@gmail.com

Galpão II, Complexo da Estrada de Ferro Madeira Mamoré
Avenida Farquar, s/n, Complexo da Estrada de Ferro Madeira Mamoré
Porto Velho, Rondônia

Mostra do Rumos Artes Visuais chega a Belém

A partir desta semana, até 2 de setembro, Belém recebe a exposição O Fio do Abismo, em cartaz na Casa das Onze Janelas. A mostra apresenta 24 obras, de 18 artistas selecionados pelo Rumos Artes Visuais 2011/2013.

As obras foram apresentadas na exposição Convite à Viagem, realizada em São Paulo com curadoria de Agnaldo Farias, na qual foram exibidos 100 trabalhos dos 45 selecionados do programa. O recorte paraense tem curadoria de Gabriela Motta, em cocuradoria com Luiza Proença e Alejandra Muñoz.

Os recortes da exposição Convite à Viagem que saem em itinerância pelo país têm curadoria de cada equipe regional, e serão exibidos em formatos diferentes em quatro cidades. Começando por Goiânia, com a exposição Volta ao Dia em 80 Mundos, os demais recortes, depois de Belém, serão exibidos em Joinville (SC) e Recife (PE). Encerrando o percurso, o Rio de Janeiro receberá a exposição integral.

O curador-geral desta edição do Rumos, Agnaldo Farias, conta com a cocuradoria de Ana Maria Maia, Felipe Scovino, Gabriela Motta e Paulo Miyada, e com os curadores viajantes Alejandra Muñoz, Franzoi, Julio Martins, Luiza Proença, Marcelo Campos, Matias Monteiro, Sanzia Pinheiro e Vânia Leal, que se dividiram pelo Brasil para conhecer a produção artística das regiões Norte, Nordeste, Sul, Sudeste e Centro-Oeste.

Confira mais informações sobre a proposta da curadoria e as obras selecionadas para a mostra de Belém.

O Fio do Abismo
Em cartaz de 18 de julho a 2 de setembro de 2012
De terça-feira a sexta, das 10h às 18h
Sábados, domingos e feriados, das 9 às 14h
Ingressos: R$ 2,00
Entrada franca: crianças até 7 anos , adultos a partir dos 60 anos, portadores de necessidades especiais, grupos agendados e turmas da rede de ensino agendadas
Classificação indicativa: livre

Casa das Onze Janelas
Praça Dom Frei Caetano Brandão, s/ n, Cidade Velha
Tel.: (91) 4009-8825 / 4009-8823
Informações: onzejanelas@gmail.com

Brasília com teatro

A partir de amanhã, dia 17, até 29 de julho (domingo), o Rumos Teatro participa do 13º Cena Contemporânea – Festival Internacional de Teatro de Brasília. Na última semana, a caravana esteve em Blumenau, para o 25º Festival Internacional de Teatro Universitário (Fitub) da cidade.

Em Brasília, a programação começa com a oficina Ator no Processo Colaborativo, conduzida pelos fortalezenses do Grupo Bagaceira e dos recifenses do Coletivo Angu, reunidos também pelo programa Rumos Teatro. Nos dias 21 e 22 de julho, das 14h às 17h, o Grupo Bagaceira pilota os trabalhos, no dia 23, no mesmo horário, a oficina fica por conta do Coletivo Angu, e no dia 24 de julho, os dois grupos trabalham conjuntamente. O objetivo dos exercícios, voltados a atores e estudantes de teatro, é inserir fundamentos básicos de dramaturgia e construção cênica e de que modo a compreensão destes pode ajudar o ator em processos colaborativos.

Também será exibido o documentário Evoé! Retrato de um Antropófago, de Tadeu Jungle e Elaine Cesar,  sobre o diretor, ator e dramaturgo Zé Celso Martinez Corrêa, do Teatro Oficina. O filme retrata viagens a quatro pontos chave de sua trajetória: o Sertão da Bahia, Praia de Cururipe em Alagoas (onde o Bispo Sardinha foi devorado), Epidaurus (morada de Sêmele, mãe de Dionísio) e Atenas, na Grécia, e seu apartamento em São Paulo. O documentário faz parte da série ICONOCLÁSSICOS, lançada em 2011 pelo Itaú Cultural, com trabalhos sobre Itamar Assumpção, Paulo Leminski, Nelson Leirner e Rogério Sganzerla.

Rumos Teatro no 13º Cena Contemporânea – Festival Internacional de Teatro de Brasília

Oficina Ator no Processo Colaborativo
21 e 22 de julho, das 14h às 17h – Grupo Bagaceira
23 de julho, das 14h às 17h – Coletivo Angu
24 de julho, das 14h às 17h – Grupo Bagaceira e Coletivo Angu
Ingressos: Gratuito, aberto ao público
Endereço: Sala Multiuso – 508 Sul – Via SCLN, 205, bloco C, loja 25, Gama – Brasília, DF
Telefone para informações: (61) 3349-3937

Documentário EVOÉ! – Retrato de um Antropófago
21 de julho, às 17h30
Capacidade: 85 lugares
Ingressos: Gratuito, aberto ao público
Classificação indicativa: 16 anos
Endereço: Complexo Cultural Museu Nacional da República

Inscrições prorrogadas

Aguente firme, amigo leitor, amiga leitora, que as inscrições para o Rumos foram prorrogadas. Rumos Cinema e Vídeo e Rumos Dança seguem com inscrições abertas até 20/7 (as datas finais para postagem de materiais são 20/7 para Cinema e Vídeo e 21/7 para Dança). Já as inscrições para o Rumos Moda e Design vão até 10/8, e a data final para postagem de materiais é 13/8.