Sai a lista dos selecionados do Rumos Jornalismo Cultural

Você esperou até aqui, amigo leitor, paciente leitora, pois tome lá: acaba de sair do forno a lista dos contemplados na edição 2011-2012 do Rumos Jornalismo Cultural.  De 180 trabalhos inscritos, foram selecionadas 12 reportagens na carteira Estudante – entre as categorias Impressa, Audiovisual, Rádio e Web-reportagem – e oito ensaios na carteira Professor.

Entre os selecionados, há representantes de todas as regiões do país. Entre as duas carteiras, quatro dos selecionados são do Rio de Janeiro, cinco de Minas Gerais, e dois de São Paulo, pelo sudeste; três do Rio Grande do Sul e um do Paraná, pelo sul; um de Rondônia, pelo norte; um do Ceará e dois do Maranhão pelo nordeste; e um do Mato Grosso, pelo Centro-Oeste.

Se ligue nas estatísticas: pela quarta vez consecutiva o programa recebe selecionados da Universidade Federal do Maranhão (uma estudante do campus São Luis e uma professora do campus Imperatriz), e pela terceira vez consecutiva a Carteira Professor recebe profissionais da Universidade de Belo Horizonte (UniBH). A Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) aparece pela terceira vez seguida na Carteira Estudante, desta vez com três universitários. E a Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUC-RS) também marca presença pela terceira vez, com uma estudante.

Confira abaixo as biografias dos selecionados, saiba mais sobre a premiação no site do Itaú Cultural e atenção, que tem mais resultados vindo por aí.

CARTEIRA PROFESSOR

Alexandra Aguirre (Rio de Janeiro/RJ, 1970) é graduada em Comunicação Social, especialista em Historia da Arte e Arquitetura, mestre em Comunicação e Cultura e doutoranda em Ciências Sociais. Atualmente coordena o curso de jornalismo da Universidade Castelo Branco, onde também leciona. Selecionada pelo ensaio Das disciplinas ao estágio: percepções dos alunos sobre esta relação.

Celso Gayoso (Rondonópolis/MT, 1983) é jornalista, ator e produtor cultural. Chefia o departamento de Jornalismo da Unir – Universidade Federal de Rondônia, em Vilhena/RO. Atualmente passa uma temporada no Rio de Janeiro/RJ, fazendo doutorado em Comunicação e Cultura na UFRJ – Universidade Federal do Rio de Janeiro. Selecionado pelo ensaio Jornalismo cultural para além das regiões metropolitanas.

Cristina Leite (Belo Horizonte/MG, 1963) é doutora em Sociologia e professora do curso de jornalismo do UniBH – Centro Universitário de Belo Horizonte, além de sócia-diretora do Instituto Kapta – Pesquisa e Consultoria. Selecionada pelo ensaio Jornal da Rua: Informação e boas histórias.

Everton Cardoso (Caxias do Sul/RS, 1977) é jornalista e mestre em Comunicação e Informação. Atualmente atua como jornalista no Jornal da Universidade (da UFGRS – Universidade Federal do Rio Grande do Sul, em Porto Alegre/RS) e leciona na Unisinos – Universidade Vale do Rio dos Sinos, em São Leopoldo/RS. Selecionado pelo ensaio Formação em jornalismo cultural: produção de conhecimento e mediação.

Izaura Rocha (São João de Meriti/RJ, 1961) é jornalista e professora de jornalismo. Doutoranda e mestre em Estudos Literários, é especialista em Estratégias Diante das Novas Tecnologias. Atualmente coordena a Agência Experimental de Jornalismo da Faculdade Estácio de Sá de Juiz de Fora, onde também leciona. Selecionada pelo ensaio Jornalismo em tempos hipermidiáticos: repensar a formação do jornalista no diálogo academia-mercado.

Lorena Tárcia (Timóteo/MG, 1966) é jornalista, especialista em Novas Tecnologias em Comunicação. Formada em Convergência de Mídias pelo projeto Infra Newsplex, dos EUA e formadora do Prouca, do MEC. Atualmente leciona no UniBH – Centro Universitário de Belo Horizonte, onde também coordena o curso de jornalismo e o Laboratório de Convergência. Selecionada pelo ensaio Parceria empresa/entidade de classe/escola para a formação de jornalistas em tempos de convergência das mídias digitais.

Marcos Santuário (Caxias do Sul/RS, 1964) é jornalista. Atualmente é professor de graduação e pós-graduação na Universidade Feevale em Novo Hamburgo/RS, onde coordena o curso de pós em Jornalismo e Convergência de Mídias. Pesquisador do projeto Mídia em Foco, é ainda editor de cultura do jornal Correio do Povo em Porto Alegre/RS. Selecionado pelo ensaio Frequencia Livre e Mídia em Foco unindo teoria e prática.

Thaísa Bueno (Guaraniaçu/PR, 1976) é jornalista com especialização em Artes Visuais e mestrado em Letras. Atualmente é professora assistente do curso de Jornalismo da UFMA – Universidade Federal do Maranhão, Campus Imperatriz. Selecionada pelo ensaio Ferramentas de Interação em Sala de Aula: Como Manter Vivo o Diálogo com o Mercado e com a Cultura do Ciberespaço.

CARTEIRA ESTUDANTE

CATEGORIA REPORTAGEM IMPRESSA

Antonio Laudenir (Fortaleza/CE, 1981) estuda Jornalismo na Faculdade Cearense. Antes, estudou Filosofia na UECE – Universidade Estadual do Ceará, inconcluso. Colaborou para agências de publicidade como designer gráfico e publicou nos fanzines Fliperama e Supimpa. Atualmente é repórter da revista A Voz da Juventude. Selecionado pela reportagem A palavra como um abraço.

Bárbara Altivo (Bom Despacho/MG, 1990) estuda Comunicação Social na UFMG – Universidade Federal de Minas Gerais, em Belo Horizonte. Selecionada pela reportagem Juventudes ocupam a cidade: cultura e cidadania em BH.

Guilherme Magalhães (Curitiba/PR, 1992) estuda Comunicação Social na UFPR – Universidade Federal do Paraná, em Curitiba. Selecionado pela reportagem Distraídos nos perderemos.

Karen Araújo (Rio de Janeiro/RJ, 1989) estuda Jornalismo na UFRJ – Universidade Federal do Rio de Janeiro, na capital carioca. Atualmente trabalha na assessoria de imprensa da Maquina Public Relations. Selecionada pela reportagem Literatura de mulherzinha.

Luiza Miguez (Vitória/ES, 1989) estuda Jornalismo na UFRJ – Universidade Federal do Rio de Janeiro. Selecionada pela reportagem Eles escrevem sem papel: a literatura eletrônica brasileira e seus autores.

Saulo Pereira Guimarães (Rio de Janeiro/RJ, 1990) estuda Comunicação Social na UFRJ – Universidade Federal do Rio de Janeiro. Teve crônicas selecionadas para publicação na coletânea Cronicidades pelo projeto Escritores independentes. Atualmente, estagia na assessoria de imprensa da Biblioteca Nacional e faz divulgação online do projeto Sesc Samba Partido Alto. Selecionado pela reportagem De oculto a Cult – A vida secreta de Alcides Caminha ou Carlos Zéfiro.

CATEGORIA REPORTAGEM AUDIOVISUAL

Allana Meirelles (Juiz de Fora/MG, 1991) estuda Comunicação Social na UFJF – Universidade Federal de Juiz de Fora, onde participou do programa de treinamento profissional para o programa Mosaico, veiculado pela TVE. Foi repórter do Ibitipoca Off Road, vídeo realizado pela Frame Produções. Atualmente integra a equipe do projeto de pesquisa Avaliação do Telejornalismo da TV Brasil. Selecionada pela reportagem Trilha Sonora.

Carolina Fasolo (Campo Grande/MS, 1993) estuda Jornalismo na UFMS – Universidade Federal de Mato Grosso do Sul. Atualmente estagia na Assessoria de Comunicação da Secretaria de Estado de Trabalho e Assistência Social e colabora com redação de textos para o 5º Festcamp – Festival Nacional de Teatro de Campo Grande.  Selecionada pela reportagem Como ser feliz ganhando pouco: o lado B do pop/rock em Campo Grande.

CATEGORIA REPORTAGEM RADIOFÔNICA

Amanda Cotrim(Campinas/SP, 1987) estuda Comunicação Social na PUC-Camp – Pontifícia Universidade Católica de Campinas. Atualmente estagia na Rádio CBN-Campinas e participa do grupo Matula Teatro como colaboradora na área de comunicação. Selecionada pela reportagem Comunidade Jongo Dito Ribeiro.

Amy Loren (Açailândia/MA, 1990) estuda Comunicação Social na UFMA- Universidade Federal do Maranhão. Mantém o blog http://bloguelado.blogspot.com e participa de projetos na universidade ligados à cultura como o Cineclube Casarão Universitário e Revista Bezouro. Estagiou no jornal O Imparcial e hoje é estagiária na Rádio Universidade FM. Selecionada pela reportagem Divinas Caixeiras.

CATEGORIA WEB-REPORTAGEM

Bárbara Pustai (Porto Alegre/RS, 1990) estuda Jornalismo na PUC-RS – Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul. Selecionada pela reportagem Cinamateca Capitólio: Um patrimônio cultural para Porto Alegre.

Cíntia Carvalho (Jundiaí/SP, 1989) estuda Jornalismo na FACCAMP – Faculdade Campo Limpo Paulista, em Campo Limpo Paulista/SP. Atualmente estagia na Assessoria de Imprensa da Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo. Selecionada pela reportagem Claudio Albuquerque, o grande arteiro jundiaiense.

Anúncios

Rumos Cinema e Vídeo em Santos

Entre os dias 17 e 21 de outubro, o Rumos Cinema e Vídeo desembarca em Santos, na Universidade Santa Cecília (Unisanta), com uma mostra do que há de mais contemporâneo na linguagem audiovisual. Os trabalhos exibidos foram selecionados das categorias Filmes e Vídeos Experimentais e Documentários para Web. Dos 21 selecionados, 15 serão exibidos.

Você pode assistir a entrevistas com todos os participantes no canal do Itaú Cultural no YouTube, e acessar, na página do Rumos, um texto crítico sobre os selecionados, as biografias e os Documentários para Web.

Programação – Santos
segunda 17 a sexta 21 de outubro de 2011
às 10h e às 19h

Acesse a programação no site
Assista aos Documentários para Web
Confira as entrevistas com os diretores

Universidade Santa Cecília (Unisanta) | Rua Cesário Mota 8 – Bloco E – 5º andar – Boqueirão – Santos – São Paulo – SP | informações: 3202 7100www.unisanta.br

Rumos Música Infantil ataca novamente

O Dia da Criança está chegando, caro leitor, atenta leitora, e com ele mais uma série de shows do Rumos Música Infantil, que transforma o dia em uma verdadeira Semana da Criança. São mais cinco shows que exploram vários gêneros musicais, teatro, poesia, dança e brincadeira. As apresentações são gratuitas, nos fins de semana e no feriado do dia 12, sempre no período da tarde, na sede do instituto, em São Paulo.

Hoje, dia 8, o projeto Pandorga da Lua (RS) aproxima das crianças ritmos gaúchos como milonga, chamamé e chimarrita. O grupo existe desde 2004, e, em 2007, lançou o CD-livro homônimo, que ganhou o Prêmio Açorianos de Música, Categoria Infantil. Escrito por Jaime Vaz Brasil, musicado por Ricardo Freire e ilustrado por Paula Mastroberti, o trabalho conta com a participação de vários músicos. Amanhã, domingo, dia 9, é a vez do espetáculo Catibiribão (MG), da cantora, compositora e educadora Silvia Negrão. Criado em 2006, leva ao palco do Itaú Cultural um repertório composto por composições próprias, cantigas e brincadeiras presentes na série de CDs Catibiribão – Baú de Músicas e Brincadeiras.

Na quarta-feira, 12 de outubro, o Maxixe Machine (PR) apresenta a mistura de samba, marchinha, bolero, polca, valsa e punk rock que compõe o seu caldeirão sonoro desde 1995, quando a banda foi criada. Em 2008 a banda lançou o infantil ABC do Lalalá, de onde saíram as canções inscritas no Rumos Música Infantil. No sábado seguinte, 15 de outubro, os músicos Vitor Ramil, Nico Nicolaiewsky e Cláudio Levitan apresentam o espetáculo Turma do Pé Quente (RS). O projeto surgiu em 2006, com o espetáculo teatral infantil Opereta Pé de Pilão, registrado em CD em 2008, e ainda apresentado em festivais e programações culturais de várias instituições.

E para encerrar, no domingo, 16 de outubro, o Pé no Terreiro (MA) apresenta o cacuriá — folguedo maranhense que une música, dança, poesia e teatro — dentro da proposta de manter vivas as tradições culturais e manifestações populares. Reunindo artistas, arte-educadores e professores, o grupo convida o público a dançar e aprender os movimentos em uma alegre brincadeira de roda.

Saiba mais e programe-se.