Flagrantes do Jornalismo Cultural

Stop the press, leitor amigo, leitora do peito, e tome nota. Sinta o samba, que o Rumos Jornalismo Cultural está a postos para o fim de semana. Em plena sexta-feira, enquanto todos acertam os ponteiros da balada, do filminho, ou do sossego, o Núcleo Diálogos do Itaú Cultural aquece as turbinas, amarra os cadarços, limpa os óculos, mochila nas costas para a dose dupla de laboratório em Florianópolis no início da semana, e para as viagens seguintes, que logo irão pintar — breve, num post perto de você.

As fotos abaixo foram enviadas pela expedicionária Babi Borghese, um breve documentário visual da véspera-de do pessoal. Lá vai:

Fernanda Carvalho prepara kits para os laboratórios de Palmas e Boa Vista

Renan Fattori e Ricardo Tayra cuidam de passagens e hospedagens para Curitiba, Londrina, Campo Grande e Fortaleza

Babi Borghese arruma a malinha para o Congresso Nacional da Rede FolkCom, em Juiz de Fora. Enquanto isso, Claudiney Ferreira em casa desfaz a mala de Belém, e ainda aproveita pra arrumar a de Florianópolis...

E está só começando!

Anúncios

Semana Rumos apenas começando (2)

Enquanto isso, em São Paulo, o Rumos Música equaliza o fim de semana. A começar de hoje, que ninguém é de ferro – e mesmo se fosse. Sempre às 20h, até domingo, acontece mais uma rodada de shows de selecionados da Carteira Mapeamento do último edital do programa, no endereço que você conhece, sabedor leitor, Av. Paulista, 149.

Logo mais, os pernambucanos da Eddie levam seu liquidificador sonoro ao palco do Itaú Cultural. Amanhã, é o rapper Flávio Renegado quem pilota o microfone, seguido dos violonistas Weber Lopes e Paulo Bellinati no sábado, e do saxofonista Mário Séve no domingo.

Enquanto isso, em Lima, Peru, o Rumos Cinema e Vídeo 2009-2011 segue sua itinerância, abrindo alas para as possibilidades contemporâneas da linguagem audiovisual. Até o dia 7 de maio, exibe os trabalhos dos selecionados das categorias Filmes e Vídeos Experimentais e Documentários para Web para olhos e ouvidos peruanos, na Fundación Telefónica. Saiba mais, e mantenha as antenas ligadas, antenado leitor, ligada leitora, que quando termina a semana, começa a semana, se é que você me entende.

Semana Rumos apenas começando (1)

Semana cheia, caro leitor, amiga leitora, pois ela, que está quase no fim, mal começou. Quer dizer: começou bem, e segue ainda melhor.

Logo mais tem Antonio Nóbrega em Belém – às 20h, no Teatro Estação Gasômetro (Av. Magalhães Barata, 830 – São Brás), apresentando a aula-espetáculo Mátria, preparada especialmente para a divulgação do Rumos Educação, Cultura e Arte. A caravana leva o músico e dançarino ao palco de Manaus no sábado, 30 de abril – às 19h, no Teatro da Instalação (Rua Frei José dos Inocentes, s/n). É só chegar com meia hora de antecedência e retirar o ingresso.

Manaus também recebe, na sexta, 29, a oficina teórica Portfólio de Artista, conduzida pela historiadora Janaína Melo, como parte da programação de boas-vindas do Rumos Arte Visuais. Das 16h às 19h, no Palacete Provincial (Praça Heliodoro Balbi s/nº – Centro. Informações: 92 3232 2440). No sábado, 30 de abril, a oficina é ministrada em Macapá – das 14h às 17h, no Sesc Amapá (Rua Jovino Dinoá 4311 – Beirol. Informações: 96 3241 4440 ramal 257).

Não esquecendo que naquela mesma sexta, 29, do parágrafo acima, tem palestra de difusão do Rumos Artes Visuais, com os curadores Agnaldo Farias, Fernando Oliva e Paulo Miyada. Às 19h, no Instituto de Artes do Pará (Praça Justo Chermont, 236. Informações: 4006 2911/4006 2904).

Continua…

Jornalismo Cultural aqui & agora

Agora mesmo, imediato leitor, acontece em Belém o laboratório do Rumos Jornalismo Cultural “Como fazer na internet coberturas ao vivo de eventos culturais”, conduzido pelo professor Fábio Malini. Nas dependências do Instituto de Artes do Pará, e aí na sua tela: é só acompanhar o streaming da conversa.

Fábio Malini é doutor em Comunicação, professor de jornalismo na Universidade Federal do Espírito Santo e ativista do Fórum de Mídia Livre e da Universidade Nômade. Também é consultor do Onda Cidadã – Mapeamento Nacional da Comunicação Autônoma para o Itaú Cultural. Twitter – @fabiomalini.

São Luis em dose dupla

Amigo leitor, amiga leitora, prepare-se, que passado o feriado o Rumos volta a todo vapor, e já começa com programação dupla em São Luis, MA. Hoje à noite, às 19h, o Rumos Educação, Cultura e Arte leva a aula-espetáculo Mátria, Uma Outra Linha de Tempo Cultural, do músico e dançarino Antonio Nóbrega, ao Teatro João do Vale (Rua da Estrela 283 – Praia Grande – informações: 98 3218 9958). A entrada é franca e os ingressos são distribuídos com meia hora de antecedência. Por isso adiante-se, ludovicense leitor. E continue anotando: amanhã, dia 27, tem programação do Rumos Artes Visuais no auditório do Sesc Deodoro (Avenida Silva Maia 164 – Centro – Praça Deodoro – informações: 98 3216 3830 / 98 3216 3860). Das 18h às 21h, Janaína Melo  conduz a Oficina teórica Portfólio de Artista, e é isso e estamos combinados.

Detalhes e próximas datas você confere aqui, aqui, e aqui.

Visões de Viçosa

Aqui e agora, sim, atual leitor, o registro da incursão jornalística, malemolente e saborosa de Babi Borghese, com os professores Bernardete Toneto e Leo Cunha, no Encontro Mineiro de Professores de Jornalismo e adjacências, isto é, a cidade de Viçosa, a olhos vistos e afiado paladar. Mas deixemos, leitor meu cúmplice, que as fotos falem por si mesmas, ehr, bem, com uma ajudinha das legendas:

Espetáculo apresentado na abertura do EMPJ, com o grupo de dança Corpo Santo, no hall da Biblioteca Central, palco dos eventos mais importantes do Encontro, e onde estava a barraquinha do Rumos, ali, ó, bem visível.

Bernardete Tonedo e Leo Cunha apresentam o Mapeamento para 48 das 101 pessoas inscritas no Encontro, entre alunos, professores e coordenadores de cursos de Comunicação do estado.

Desperdício - O restaurante mais procurado de Viçosa tem no cardápio um prato especial para estudantes (a cidade é basicamente universitária): Desperdício de pizza, a R$20 o kilo da sobra...

Jupiraça - Especialidade do mesmo restaurante do Desperdício. Esse a gente experimentou.

Bom pra caramba!

O que o Rumos Jornalismo Cultural viu e disse e ouviu em Santa Cruz do Sul

Você soube, sabido leitor, da passagem da caravana do Rumos Jornalismo Cultural pelos encontros regionais do Fórum Nacional de Professores de Jornalismo (o esquenta que antecede o encontro nacional do FNPJ, que ocorre em Uberlândia, em 2012) nos dias 8 e 9 deste mês. Neste post e no seguinte lhe darei pitadas de ocorridos, colhidas da memória e das câmeras dos expedicionários Claudiney Ferreira e Babi Borghese.

Do 1º Fórum Sul-Brasileiro de Ensino do Jornalismo, e 1º Encontro Gaúcho de Ensino do Jornalismo, ocorridos na Universidade de Santa Cruz do Sul (UNISC), quem envia o relato é o gerente do Núcleo Diálogos do Itaú Cultural, o capitão Claudiney Ferreira, que apresentou os principais detalhes do Rumos Jornalismo Cultural 2011-2012 e apresentou ao público os professores palestrantes.

“Apresentamos os resultados do Mapeamento do Ensino de Jornalismo Digital no Brasil – 2010. A apresentação dos dados do mapeamento ficou a cargo de Alex Primo e Vivian Belochio, ambos da Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Cerca de 70 pessoas assistiram a apresentação, entre professores, pesquisadores e alunos de jornalismo da Região Sul do País. A apresentação ocorreu no dia 9 de abril, um sábado de muito sol em Santa Cruz do Sul.

“O encontro regional do FNPJ reuniu representantes de  23 universidades do Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, e inclusive do Tocantins. Na plenária do encontro, os participantes redigiram uma carta em defesa do jornalismo. A Carta de Santa Cruz – Em defesa do jornalismo.

“Fica o agradecimento aos professores Antonio Hohlfeldt, presidente Intercom, e  Demétrio de Azeredo Soster, da UNISC.”

[Claudiney Ferreira]