Outros Rumos dessa rumaria

Babi Borguese, papeando pelo Brasil

Babi Borguese, papeando pelo Brasil

Hoje tem caravana desembarcando no Rio de Janeiro e em Vitória, caro leitor? Tem sim senhor. Tem histórias chegando de Aracaju? Tem pra chuchu. E você nem sabe o quanto ainda vai ouvir falar da turma do Norte por aqui. O bom de peregrinar pelo Brasil é que a passagem não passa, as histórias ficam e os bons papos reverberam, se reproduzem.

Mas enquanto tudo isso, no meio das itinerâncias, discreta toda, eis que nossa coordenadora do núcleo Diálogos, Babi Borghese, sai de fininho com mochila, folders, banners e muita lábia pra falar do Rumos Itaú Cultural 2009 num circuito diferente. Trata-se do circuito de congressos parceiros do Rumos Jornalismo Cultural, surpreso leitor, que vem crescendo a cada edição e dando bons frutos.

Pra começo de conversa, em Belo Horizonte, tem início amanhã o 12º Fórum Nacional de Professores de Jornalismo, que vai até domingo. A parceria entre o Fórum e o Itaú Cultural teve início em 2004, no encontro ocorrido em Florianópolis. Babi vai lá, arma a barraca e papeia com a turma sobre o que é o Rumos e como é que faz pra se inscrever.

“O mote é o Jornalismo Cultural, por conta do público, mas como professor é multiplicador de informação, sempre acabo conseguindo chamar a atenção para os outros editais que têm inscrições abertas. Acho até que o encontro deste ano será mais produtivo, já que Cinema e Vídeo e um pedacinho do Arte Cibernética se imbricam com o jornalismo e os cursos de comunicação em geral…tá valendo”, suspeita Babi, e com toda razão.
 
Reparou lá no tema central do encontro? Então repare: O ensino de jornalismo nas universidades: impactos na prática profissional e conquistas para a sociedade. Sintonia total com o trabalho de mapeamento do ensino do jornalismo cultural realizado pelos professores selecionados na última edição do Rumos. O livro com o resultado do mapeamento foi publicado em dezembro de 2008, e em janeiro deste ano o Fórum divulgou o tema do encontro. Acredite nas sincronias, assustado leitor, que lá vem mais.

Eis que Minas abriga três dos nove professores selecionados pelo Rumos em 2007 — Margareth Assis Marinho, Marina Magalhães e Nísio Teixeira, e eis que na confluência das boas coincidências os três irão apresentar o trabalho que fizeram durante o Rumos Jornalismo Cultural. Babi dá a dimensão da coisa: “É a primeira vez o mapeamento vem a público, já que o material impresso foi distribuído apenas entre universidades, pesquisadores e jornalistas formadores de opinião. Mais do que isso, o trabalho passou por uma seleção, precisou ser aprovado para ser apresentado no Fórum”.

Agora deixa eu te contar mais essa: Belo Horizonte nos últimos anos virou um verdadeiro centro receptor de rumeiros do jornalismo cultural. Além da nativa Ludmila Ribeiro, o baiano Leandro Lopes e a paulistana Júlia Tavares tiveram seus rumos encaminhados para o clube daquelas esquinas. Suspeito que rolará um extermínio coletivo de saudades.

Depois do FNPJ, no começo de maio, tem início a série de encontros regionais do Intercom, cuja parceria com o Itaú Cultural começou em 2007. O formato é o mesmo. Babi chega lá com “folders, cartazes, e me acomodo numa mesinha onde houver boa circulação de público. Penduro um banner enorme do Rumos e fico lá conversando com quem passar”.

Visualize, amigo leitor, e aguarde novidades.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s