O Rumos não tem fórmula, mas está cheio de receitas

lamen

Sim, guloso leitor, a culinária tem se mostrado, digamos assim, uma voraz interlocutora da caravana Rumos 2009 espalhada pelo variado cardápio de tão vasto país. E de mais longe ainda, como se Brasil pouco fosse bobagem. De Campo Grande (MS) ouvimos falar de um delicioso lámen, tradicional iguaria oriental a exalar seu colorido sabor lá do meio dos grandes campos do Brasil.

Faz sentido a mistura? Se faz. Pra começo de conversa, Campo Grande possui uma comunidade japonesa menor apenas que a de São Paulo. E não pára por aí: a comilança se deu na noite em que a artista nisei Letícia Sekito dividiu com o público a experiência de sua trilogia Disseram Que Eu Era Japonesa, Eu disse:, e O Japão Está Aqui?

A artista Letícia Sekito

Letícia Sekito: reinventar identidades transitórias no corpo

Conforme conta Sonia Sobral, representante do Itaú Cultural na cidade, Letícia conversou “sobre a relação entre corpo e cultura, que adentra as possibilidades de reconstruir ou reinventar identidades transitórias no corpo”.

Além disso, e antes da artista, a professora Laís Guaraldo inaugurou o seminário com um pé no oriente. Mas desta vez era um provérbio, esfomeado leitor: não há bons ventos para quem está sem rumo. Nem para quem está sem Rumos, diria outro monge, este de espírito trocadilhesco. A partir daí, Guaraldo “abordou o processo criativo como lugar de incertezas, um movimento contínuo de ações cognitivas que incluem percepção apurada, repertório, associações, experimentações com linguagem, armazenamento de dados e conjunto de referências”.

Laís Guaraldo

Laís Guaraldo: a criação como lugar de incertezas

Sonia também conta que boa parte do público de quase 50 pessoas era composta por bailarinas, e que sim, foi este atento auditório que após as apresentações conduziu a equipe ao manjar transcultural.

O público: da Fundação de Cultura do Mato Grosso do Sul ao restaurante japonês

O público: da Fundação de Cultura do Mato Grosso do Sul pro restaurante japonês

 ***

E logo mais o Rumos inaugura o papo em Fortaleza (CE), às 20h, com a palestra Processos de Criação. Com a palavra, a crítica de arte e cultura e psicanalista Suely Rolnik, professora titular da PUC-SP e fundadora do Núcleo de Estudos da Subjetividade da pós-graduação em Psicologia Clínica. Confira a programação da sequência:

20/03, das 14h às 18h — Oficina Documentário para Web, com Joel Pizzini

O curador, pesquisador de novas linguagens e premiado autor de ensaios documentais Joel Pizzini dá uma lição prática sobre a forma do documentário para web. Pizzini é também professor da Faculdade de Artes do Paraná, e responsável pela restauração da obra do cineasta Glauber Rocha.

21/03, das 9h às 18h — Oficina Em busca do personagem: um olhar singular, com José Castello

Castello leva o bom papo e sua enorme experiência também para Fortaleza.

21/03, às 20h — Palestra O Real Imaginado: O Documentário de Criação, com Joel Pizzini

Pizzini leva a público uma reflexão sobre autores que reinventaram a memória histórica, política e poética, de Alberto Cavalcanti a Glauber.

Com o apoio da Fundação de Cultura, Esporte e Turismo de Fortaleza, a programação na cidade acontece na Vila das Artes

Rua 24 de Maio, 1221, esquina com a rua Meton de Alencar

Anúncios

2 thoughts on “O Rumos não tem fórmula, mas está cheio de receitas

  1. Opa, opa! Estava junto com essa equipe quando degustaram o famoso “sobá”, trazido pra “Campão” pelos japoneses que viviam na pequena ilha de Okinawa, no início do século passado.
    Apesar de chamá-lo de “sopa” acho que não confundiram ao dizer que apreciaram o macarrão na cumbuquinha. Fomos os últimos a sair do restaurante, nesta terça-feira incomum.
    Agradeço a vinda da equipe do Rumos, por nos incentivar para o envio de propostas e por estabelecer, acima de tudo, vínculos e intercâmbio culturais.

  2. Pingback: Galeria de personagens Rumos: Letícia Sekito «

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s