A soma dos quilômetros: Itinerâncias Rumos

O Rumos em números, ou: com quantas vozes se constrói uma conversa. Trinta e três convidados. Nove representantes do Itaú Cultural. Cinquenta e oito atividades em vinte e sete cidades. Professores, artistas, jornalistas e funcionários da casa. E você, quando é que vai aparecer?

São Luís, MA: 16 a 18 de março

16/03, das 16h às 18h — Palestra Processos de Criação, com Gilbertto Prado

Gilbertto Prado, artista multimídia e professor do Departamento de Artes Plásticas da Escola de Comunicação e Artes – USP, leva à Jamaica Brasileira uma reflexão sobre as experimentações entre arte e tecnologia que nas últimas décadas vêm se tornando uma parte cada vez mais visível do cenário cultural. De acordo com o palestrante, o objetivo do bate-papo é apresentar um panorama da área, apontando para a diversidade da produção contemporânea no segmento.

17/03, das 9h às 18h — Oficina Em busca do personagem: um olhar singular, com José Castello

Editor da edição passada do Rumos Jornalismo Cultural, o escritor e jornalista José Castello é figura fundamental na  reflexão acerca do jornalismo de cultura proposta pelo Itaú Cultural. A oficina, voltada para profissionais e estudantes, é um exercício de construção desta peça-chave das grandes reportagens: o personagem. A pesquisa, o processo de escolha, técnicas de entrevista e de escrita são alguns pontos a serem explorados.

18/03, das 16h às 18h — Palestra Processos de Criação na Dança, com Vanilton Lakka

O criador e intérprete parte de sua própria experiência para refletir sobre o tema. Vanilton Lakka explorará o tema a partir de questões como técnica corporal, noções de mídia e suporte, cultura hip hop e conexões com o que de mais atual se produz em dança contemporânea.

Em São Luís, o Rumos arma sua tenda na Faculdade São Luís

Rua Grande, 1455, Diamante.

Campo Grande, MS: 17 de março

17/03, às 20h — Palestra Processos de Criação, com Laís Guaraldo, e Processos de Criação na Dança com Letícia Sekito

Doutora em Comunicação e Semiótica e integrante do grupo de pesquisa em processos de criação da PUC-SP, Laís Guaraldo aborda os processos de criação a partir das possibilidades de articulação de linguagens, ferramentas e suportes em que a produção contemporânea é fértil. Na sequência, a coreógrafa, diretora da Companhia Flutuante e selecionada do Rumos Dança 2006-2007 Letícia Sekito fala sobre o tema do ponto de vista da dança em sua relação com outras linguagens, abordando sua trilogia de solos Disseram Que Eu Era Japonesa, Eu disse:, e O Japão Está Aqui?

Em parceria com a Fundação de Cultura do Mato Grosso do Sul, o Rumos marca presença em Campo Grande no Centro Cultural José Otávio Guizzo

Rua 26 de Agosto, 453 – Centro

Fortaleza, CE: 19 a 21 de março

19/03, às 20h — Palestra Processos de Criação, com Suely Rolnik

Em Fortaleza quem apresenta o tema em seu viés mais geral é a crítica de arte e cultura e psicanalista Suely Rolnik, professora titular da PUC-SP e fundadora do Núcleo de Estudos da Subjetividade da pós-graduação em Psicologia Clínica.

20/03, das 14h às 18h — Oficina Documentário para Web, com Joel Pizzini

O curador, pesquisador de novas linguagens e premiado autor de ensaios documentais Joel Pizzini dá uma lição prática sobre a forma do documentário para web. Pizzini é também professor da Faculdade de Artes do Paraná, e responsável pela restauração da obra do cineasta Glauber Rocha.

21/03, das 9h às 18h — Oficina Em busca do personagem: um olhar singular, com José Castello

Castello leva o bom papo e sua enorme experiência também para Fortaleza.

21/03, às 20h — Palestra O Real Imaginado: O Documentário de Criação, com Joel Pizzini

Pizzini leva a público uma reflexão sobre autores que reinventaram a memória histórica, política e poética, de Alberto Cavalcanti a Glauber.

Com o apoio da Fundação de Cultura, Esporte e Turismo de Fortaleza, a programação na cidade acontece na Vila das Artes

Rua 24 de Maio, 1221, esquina com a rua Meton de Alencar

***

Mas calma lá, ansioso leitor, calma que a semana ainda não acabou, não se esqueça da programação em Palmas (TO) logo mais às 19h:

Palestra Arte Cibernética: Processos, com Guilherme Kujawski e Palestra Processos de Criação, com Daniel Cardoso

O coordenador do núcleo de Arte e Tecnologia do Itaú Cultural, Guilherme Kujawski, articula questões comuns aos processos criativos referentes a várias expressões artísticas do campo da arte cibernética, como a arte robótica, os videogames e as iniciativas artísticas criadas em rede. Como jornalista, Guilherme Kujawski — ou Kuja, como é conhecido nos corredores do Itaú Cultural — atua na área de novas mídias e tecnologias desde 1993, sendo também autor do romance Piratas Siderais (Ed. Francisco Alves, 1994). O enfoque geral do tema é dado por Daniel Cardoso, doutor em Comunicação e Semiótica pela PUC-SP e atualmente pesquisador dos processos de criação com os novos meios no âmbito da arquitetura e do urbanismo.

O encontro acontece no Auditório do Instituto Euvaldo Lodi.

104 Sul Rua SE-03 Lt 29

Edifício Armando Monteiro Neto

Plano Diretor Sul

CEP: 77020-016

Anúncios

2 thoughts on “A soma dos quilômetros: Itinerâncias Rumos

  1. Pingback: De Cuiabá a São Luís, ou: um post mais ou menos culinário «

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s